Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

riscos_e_rabiscos

.

.

{ É mesmo isto! }

5.jpg

 

Não dá para fazer rewind? Estou tão cansadinha mas tão cansadinha que precisava voltar aí uns três dias atrás! E o pior de tudo é que o tempo voa e nós nem damos por ele passar! Começar a semana a cair de podre, é dose!

Mas pronto, valeu muito a pena! Segunda feira sê bem-vinda mas traz contigo uma semana calminha e tranquila, ok? :)

{ Seria mesmo bom! }

Hoje era um óptimo dia para eliminiar do calendário. Mas é que era mesmo. Era passar do ontem para o amanhã! 

 

( Farta de más notícias, problemas e aborrecimentos... chiça!)

calendar.jpg

 

{ E tinha de ser hoje? }

Estava eu toda contentinha a secar o meu cabelo quando de repente... plufs! Não, não fiquei careca... o secador morreu! Aliãs, ainda teve uns batimentos cardíacos mas depois achou por bem parar.

 

Agora expliquem-me lá como é que eu vou conseguir sobreviver sem o meu secadorzinho que tanto adoro? Será que encontro outro igual (antes tive um vermelho e agora um azul)? E se não houver, o que vou fazer à minha vida? Estou desgraçadinha! 

 

Bom, lá terei eu de abrir os cordões à bolsa e ir trabalhar com metade do cabelo todo lindinho e arranjadinho e o outro lado todo desgrenhado, tipo gaja das cavernas! Opá...!

hair.jpg

 

{ Dos sentimentos. }

loli.jpg

Há dias em que sinto que a vida me tem vindo a trair de há uns tempos para cá. Sinto como se a vida desviasse do meu caminho as oportunidades de realizar desejos, sonhos, projectos pessoais. Não sou de desistir e vou sempre à luta mas há momentos em que o desânimo e a desmotivação para seguir em busca daquilo que queremos, é inevitável.

 

Sabem aquela sensação de que por mais que tentemos avançar, existe ali uma barreira invisível na qual estamos a embater sistematicamente e que faz uma espécie de efeito boomerang? Sinto que estou nessa fase. Tudo a que me proponho e que quero muito fazer ou que aconteça, não passa disso mesmo.

 

Quem me conhece na real life sabe perfeitamente a verdade constante nas palavras que escrevi. Queria que tudo fosse diferente, que a vida me desse segundas chances, oportunidades novas e pequenos bafejos de sorte. sim, porque eu estou sempre de mangas arregaçadas e pronta para ir à luta, por isso, vida, desafio-te a proporcionares-me as oportunidades, acompanhadas com alguns salpicos de sorte,  para realizar o que mais quero. Aceitas o desafio, vida?

 

Pág. 1/2